Renan Calheiros, alvo de diversas ações na justiça e grande apoiador do criminoso Lula, usou suas redes sociais nesta última quarta-feira(03/07) para atacar o Ministro Sérgio Moro e defender o pseudo jornalista Glenn Greenwald — dono do site The IntercePT. 

  Segundo o Senador, a liberdade de imprensa no Brasil estaria ameaçada. O motivo seria o fato da Polícia Federal ter pedido ao Coaf um relatório das atividades financeiras de Glenn Greenwald.

  O objetivo da PF é verificar qualquer movimentação atípica que possa estar relacionada à invasão dos celulares de integrantes da Lava Jato.

“É preocupante a possibilidade de dois órgãos públicos, COAF e Polícia Federal, possam estar sendo manipulados para intimidar jornalistas e ameaçar a liberdade de imprensa” — diz Renan Calheiros, senador investigado pela Lava Jato.