Dias após a delação de Antonio Palocci vir à tona, parece que a imprensa brasileira não se deu conta de seu conteúdo, e continua dando holofotes para supostas conversas de Moro, em que já há indícios de que foram adulteradas.

Em sua delação, entre outras informações, o ex-ministro da fazendo do governo de Luis Inácio Lula da Silva, revelou o ex-presidente petista, além de receber propinas que se aproximam da casa dos 300 milhões de reais, repassou quantias para eleições no Peru e na Bolívia.

Apesar dessas revelações bombásticas, a velha mídia parece se importar mais com com sensacionalismos vindo de sectos que tem o objetivo de derrubar o governo Bolsonaro e salvar corruptos que foram condenados pela operação Lava Jato.

É por isso que a cada dia que passa, a velha imprensa cai cada vez mais em descrédito.