Paulo Pimenta, líder do PT na câmara e figura conhecida da lista da Odebrecht com codinome Montanha, afirmou por meio de suas redes sociais que o Presidente Bolsonaro tem que ser impedido.  

  O líder petista, forte defensor do regime ditatorial da Venezuela e subordinado do bandido Lula, chamou Bolsonaro de criminoso que idolatra genocidas, torturadores e ditadores.