Na última terça-feira, o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar sobre Adélio, que tentou tirar sua vida em setembro do ano passado, durante as eleições.

Bolsonaro destacou que ao não recorrer da decisão de que Adélio possui problemas mentais, agora, ao invés do mesmo passar entre 1 há 2 anos na cadeia, passará o resto da vida em um manicômio judicial.

“Você acha que a facada do Adélio foi um maluco? Agora tem um maluco no meio dos hackers também… O Adélio se deu mal, né? Eu não recorri da decisão porque se eu recorro, eu iria ganhar, com toda certeza. Ele seria julgado, pegaria uma pena de tentativa de homicídio, e talvez daqui um anos ou dois estaria na rua. Como eu não recorri, agora ele é maluco até morrer. Vai ficar no manicômio judicial, uma prisão perpétua. Tô sabendo que ele já está aloprando lá. Abre a boca, pô.” disse o presidente