O presidente Jair Bolsonaro, vem enfrentando um grave problema relacionado à Amazônia, que são as constantes queimadas, que vêm destruindo toda a biodiversidade da região.

Bolsonaro vem sendo questionado principalmente por seu ponto de vista, que é à favor da exploração da Floresta, com o objetivos econômicos. O presidente garante, que antes de qualquer atividade que vise o lucro em cima da floresta, a sua maior preocupação, é a preservação das espécies que ali habitam.

Muitas ONGs (Organizações Não Governamentais), ligadas à defesa do meio ambiente, estão cobrando e ligando ao presidente a responsabilidade pelos incêndios que vêm ocorrendo. Bolsonaro, por outro lado, rebate completamente as críticas e diz que algumas ONGs, estariam por traz desses acontecimentos.

“O crime existe, e isso aí nós temos que fazer o possível para que esse crime não aumente, mas nós tiramos dinheiro de ONGs. Dos repasses de fora, 40% ia para ONGs. Não tem mais. Acabamos também com o repasse de dinheiro público. De forma que esse pessoal está sentindo a falta do dinheiro. Pode estar havendo, não estou afirmando, ação criminosa desses ‘ongueiros’ para exatamente chamar a atenção contra a minha pessoa, contra o governo do Brasil. Essa é a guerra que nós enfrentamos”, declarou o presidente à jornalista.