A declaração do comandante do Exército foi feita durante solenidade do Dia do Soldado, na qual contou com a presença do Presidente Bolsonaro. 

“Aos incautos que insistem em tutelar os desígnios da brasileira Amazônia, não se enganem, os soldados do Exército de Caxias estarão sempre atentos e vigilantes, prontos para defender e repelir qualquer tipo de ameaça”, disse o comandante. 

 

                           Cobiça internacional pela Amazônia

  A declaração do General Edson Leal Pujol é feita logo após a crescente cobiça da Amazônia por parte de países estrangeiros, como França e Alemanha, que usam como disfarce a agenda de proteção do meio ambiente. 

  Ontem, o presidente francês chegou ao ponto de publicar fake news contra o Brasil pelo Twitter, além de convocar uma reunião no grupo do G7 para tratar sobre as queimadas na Amazônia, como se o assunto fosse uma questão internacional. 

  A fala do General brasileiro neste momento é de grande importância, pois visa alertar os alienígenas(temo usado por Enéas) que o Brasil não é o Iraque ou Afeganistão; o Brasil é o quinto maior país em extensão territorial, com uma população superior aos 200 milhões de pessoas e um dos maiores parques industriais do mundo.