O ex-presidente da empresa Odebrecht, Marcelo Odebrecht, que foi condenado pela operação Lava-Jato, por corrupção, afirmou que a ex-presidente Dilma Rousseff “ainda sairá presa do Planalto”.

Durante um delação premiada da Lava-Jato, Marcelo revelou com exclusividade aos investigadores uma troca de e-mails admitindo envolvimento com a corrupção e que os governos petistas lideravam as práticas ilícitas.

“Ilusão alguém achar que morreriam sozinho (sic) quando tudo o que fizeram foi sob liderança do governo! A CCCC também está avançando bem na delação. Não haverá impeachment, teremos em breve ela (Dilma Rousseff) saindo algemada do Planalto”, escreveu Marcelo Odebrecht nos e-mails entregue aos investigadores da Lava-Jato.

O empresário afirma, que Dilma tinha total conhecimento, mas sempre buscava “lavar as mãos” sobre o assunto, e que ela sabia que poderia ser investigada.

“Não sei como ela ainda está solta. Ela participava dos esquemas, mas buscava lavar as mão, quando questionado sobre o assunto”, declarou o empresário.