O ditador venezuelano Nicolás Maduro, partiu par ao ataque contra o presidente Bolsonaro, e o culpou sobre os incêndios na floresta Amazônica. De acordo com que informa a Joven Pan, Maduro criticou o chefe de Estado brasileiro.

“Quanto nos doeu os incêndios que Jair Bolsonaro provocou na Amazônia brasileira (…). É o fascismo destruindo os direitos sociais e ele não fica só com a destruição dos direitos sociais, mas entregou a Amazônia aos fazendeiros que estão a incendiando”, afirmou o ditador.

Ao que parece, a esquerda vem tentando instrumentalizar o problema das queimadas para fins políticos. Único objetivo é atacar Bolsonaro.