Após episódio em que boa parte da platéia de seu show abandonou o evento por manifestações políticas durante sua apresentação de stand up comedy, o humorista Gustavo Mendes, em entrevista na rádio Jovem Pan, no programa Pânico, afirmou que “pobre de direita é imbecil”.

“O cara que é pobre e que é de direita, é um imbecil (…) Você pode ser de direita se for o dono dos meios de produção. Eu sou pobre, eu ganho mais do que muitas, muitas pessoas, mas eu sou empregado, não sou dono do meio de produção” afirmou o humorista

Gustavo Mendes foi convidado a participar do programa após virar assunto no último final de semana, por conta do episódio já citado no primeiro paragrafo.

Em outro momento, Mendes chegou a ligar a direita ao fascismo, vertentes que, na realidade, são antagônicas.

“O Brasil tem vergonha de ser classe trabalhadora. A gente quer ser de classe média. O pobre não precisa ser de esquerda. Ele pode até não ter viés político. O que ele não pode é ser de extrema-direita, neofascista.”