O criador de conteúdo Felipe Neto, fora do Youtube, que é a sua principal plataforma de trabalho, tem sua fama de militância de esquerda, principalmente por estar sempre criticando o presidente Jair Bolsonaro, independentemente do que o chefe de Estado faça.

No último final de semana, o youtuber se meteu em uma polêmica após comprar milhares de unidades de um livro de temática LGBT, e distribuir na Bienal do Livro. Na internet, houve até mesmo um hashtag contra Felipe, que chegou ao topo do Twitter. #PaisContraFelipeNeto

A deputada federal Carla Zambelli (PSL/SP), publicou em suas redes sociais um vídeo antigo do youtuber, onde mostra o mesmo usando termos chulos para se referir a pessoas LGBT’s.

“O Felipe Neto, hoje, quer posar de herói LGBT. Mas alguém se lembra de como ele começou a carreira de youtuber?”