Durante coletiva de imprensa, o ministro da educação do novo Governo, Abraham Weintraub, assim como o presidente Jair Bolsonaro, não pegou leve com jornalistas que, de acordo com ele, disseram falsamente que o incentivo à pesquisa no Brasil iria acabar.

“O pessoal que alardeou que ia acabar a pesquisa no Brasil vai ter que se retratar. (…) Houve veículos de comunicação que não foram leais e começaram a falar que ‘acabou tudo’. Nem sei de onde tiraram esses números”, destacou

Na ocasião, ele explicou a forma com que os recursos para o Ministério da Educação vêm através dos pagadores de impostos e necessitam ser respeitados.

“Portanto, nada mais justo do que dar para os mais bem avaliados e com melhor desempenho”, disse