Nesta quarta-feira (02), um assunto tomou conta das redes sociais e figurou entre os assuntos mais comentados do momento. A hashtag “Quem mandou matar Bolsonaro” ficou por boa parte do tempo entre os Trend Topic’s do Twitter no Brasil.

A manifestação dos internautas acontece no mesmo dia em que o novo Procurador-Geral da República, Augusto Aras, deu uma declaração afirmando que deve-se aprofundar as investigações para chegar até o mandante do crime.

“Acredito que devesse merecer aprofundamento das investigações. Não me parece crível pelo modus operandi em que agiu Adélio que o atentado à vida do atual presidente tenha sido um mero surto de quem quer que seja” afirmou o PGR

Além disso, Aras também defendeu que o Ministério Público e Polícia Federal investiguem os surgimentos dos advogados que se dispuseram a defender Adélio.

“O uso de uma arma branca, a suspeita de copartícipes na multidão, a tentativa de confundir as apurações com a entrada de pessoas com o mesmo nome na Câmara, o surgimento de advogados que não foram contratados por alguém conhecido são elementos que precisam ser investigados. Ainda é tempo de a Polícia Federal, do Ministério Público Federal, atuando em conjunto, buscar a verdade real do atentado”