Massacrados nas urnas nas últimas eleições, tanto para presidente quanto para cargos no Congresso Nacional, a esquerda, que gosta de pregar o discurso de que é “ultra democrata” e que houve uma ruptura na democracia no processo de impeachment da ex-presidente Dilma, agora contradiz tudo o que prega.

Nesta quarta-feira (09), a esquerda promoveu um ‘twitaço’ e conseguiu emplacar em primeiro lugar uma hashtag pedindo urgentemente o impedimento do presidente Jair Bolsonaro.

Sem motivo aparente algum, simplesmente por discordância de ideias, a esquerda fará de tudo para ‘golpear’ o presidente da República. Tudo o que puderem fazer para tirar Bolsonaro do Planalto, farão.

Até o momento em que essa matéria estava sendo escrita, a hashtag #ImpeachmentDoBolsonaroURGENTE encontrava-se em primeiro lugar dos assuntos mais comentados nacionalmente.

A esquerda é minoria, mas sabem se organizar.