Nesta segunda-feira (28), o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que caso a crise interna dentro do PSL não venha a se resolver, ele não pensa em migrar para outro partido já existente, e sim fundar a sua própria sigla.
O Partido da Defesa Nacional (PDN), poderia ser o nome do novo partido do presidente da República, caso, é claro, os problemas do seu atual partido não venham a serem resolvidos.

O presidente declarou que não possuí a pretensão de sair do partido em que foi eleito, no entanto, todas as possibilidades estão na mesa, de acordo com ele.

Jair classifica que as circunstâncias atuais do PSL são graves, e que continuará exigindo acesso e mais transparência nas contas do partido, para enfim buscar uma melhor relação entre deputados leais a ele e os da ala bivarista.

O mandatário brasileiro chegou a dizer que o melhor neste instante seria um desligamento entre ele e o PSL.
Com a informação: República de Curitiba