Em entrevista para o canal do Youtube da jornalista Leda Nagle, o deputado federal Eduardo Bolsonaro falou sobre a possibilidade de uma ação semelhante ao Ato Instucional número 5, do regime militar, em caso de uma radicalização por parte da esquerda no Brasil.

O ato em questão foi decretado em 1968, e concedeu ainda mais poder para o presidente da República, que por sua vez, tinha a possibilidade de cassar os mandatos de políticos que fossem considerados nocivos ao regime.

De acordo com o UOL, partidos como PSOL, PC do B e PSB, estudam entrarem com um pedido de cassação no Conselho de Ética da Câmara, contra o parlamentar. Ademais, partidos da oposição também consideram a possibilidade de acionarem o Supremo Tribunal Federal com uma notícia-crime contra o deputado.