Evo Morales acaba de renuncia ao cargo de Presidente na Bolívia após uma escalada de protestos locais.   

  No comando do país desde de 2006, ele tinha sido reeleito em 20 de Outubro deste ano, para um “quarto mandato”, numa eleição marcadas por polêmicas. 

 Segundo parecer da Organização dos Estados Americanos(OEA), as eleições teriam sido fraudadas

  Evo Morales, amigo pessoal de Lula, foi o principal responsável pela nacionalização das instalações da Petrobras na Bolívia.