O presidente da Jair Bolsonaro, realmente deixara de ser filiado ao PSL, partido em que foi eleito para o cargo máximo da República. Com isso, uma equipe jurídica já se movimento pela saída do Chefe de estado da legenda, e traça uma estimativa de que serão necessárias meio milhão de assinaturas para criação de uma nova sigla, e precisam ser enviadas até o TRE até março do ano que vem.
Bolsonaro está mesmo disposta a criar um novo partido ‘puro sangue’, obtendo apenas aliadas ideológicos para não acontecer ocasiões como a do embate entre Eduardo Bolsonaro e Delegado Waldir, pela disputa da liderança do partido na Câmara.
De acordo com a advogada do Chefe de Estado, , Karina Kufa, o objetivo é conseguir criar o partido a tempo de ser permitido lançar candidatos já nas próximas eleições de 2020. Para que isso seja possível, o TRE necessita aprovar a sigla com 6 meses de antecedência das eleições, ou seja, até abril.
Bolsonaro deve anunciar em breve sua saída do PSL, e nome do novo partido deve ser Aliança pelo Brasil. 
Com a informação: Republica de Curitiba