O músico e vocalista da banda Ultraje a Rigor, icônica do Rock brasileiro, Roger Moreira, recusou romper apoio ao presidente da República Jair Bolsonaro, a quem se mantém leal e confiante.

Roger participou do programa Pânico na Joven Pan, na manhã desta quarta-feira (12), e falou a respeito de vários assuntos, e entre eles, política. Roger tocou no assunto após ser questionado sobre o apresentador Danilo Gentili, que vem fazendo críticas em cima do atual Governo.

Não vai rolar [parar de apoiar o presidente]. Nós [Roger e Gentili] discordamos um pouco nesse ponto [Bolsonaro]. A gente teve uma dificuldade muito grande de tirar o PT do poder. [A oposição ao PT] não é por causa de corrupção, é mais pela ideologia, coisas com as quais não concordo e não consigo entender como tem gente que concorda” disse o músico

Apesar de manter seu apoio ao presidente, Roger diz que não apoia o presidente em completamente tudo – o que é normal e saudável em uma democracia – mas acha injusto comparar os erros do atual Chefe de Estado com os desmandos dos governos petistas.

“O cara que fala ‘e o Queiroz?’ tenta comparar uma coisa ruim com outra como se fosse igual. O cara [Lula] roubou bilhões do BNDES, financiou ditaduras. Você quer comparar com um negócio que também está errado [o caso envolvendo Flávio Bolsonaro e Queiroz], mas é menor. Não é dizer amém a tudo que o cara [Bolsonaro] fizer, mas talvez não seja a hora [de fazer críticas]”

Com a informação: Pleno News