Após uma série de decisões de natureza contestável do Supremo Tribunal Federal (STF), que beneficiam uma longa lista de criminosos do colarinho branco — entre eles, o Lula —, há quem diga que a corte ainda não se deu por satisfeita. 

  Em declaração a O Antagonista, o jurista Adilson Dallari, professor da PUC-SP e um dos maiores especialistas em direito administrativo do país, prevê que um dos próximos passos do Supremo é derrubar a Lei da Ficha Limpa.  

“O próximo passo do STF será decretar a inconstitucionalidade da Lei da Ficha Limpa”, disse o jurista ao site de notícia

  Se caso isso acontecer, o Brasil corre o risco de ter em 2022 um monte de criminosos concorrendo às eleições — um duro golpe na moral de todos brasileiros de bem.