Nesta segunda-feira, a ministro da mulher e dos direitos humanos, Damares Alves, convocou uma coletiva de imprensa. Após iniciar a entrevista, Damares foi questionada por diversos jornalistas sobre várias questões, no entanto, não respondeu nenhuma, e permaneceu em silêncio durante todo o ato.

Rapidamente, o assunto repercutiu nas redes sociais, e o nome da ministra figurou entre os mais comentados do Twitter. Muita dúvida surgiu com a atitude de Damares em convocar uma coletiva e não responder as perguntas dos jornalistas. Houve até quem pensasse que ela estava emocionada por uma possível saída do governo.

Pouco tempo depois, Damares foi até as redes sociais e explicou o que realmente aconteceu, e tudo não passou de uma encenação para chamar a atenção das pessoas para um problema.

“[Ao ficar em silêncio] Eu queria dizer para os repórteres que não podemos tirar a voz de nenhuma mulher. A mulher não pode ficar em silêncio. Eles ficaram preocupados sem saber o que eu queria falar. Nenhuma mulher pode ficar sem voz no Brasil. Você que está sendo vítima de violência, ligue agora 180. Nós vamos atender. Ligue para nós que você tem voz” explicou a ministra