O ex-presidente do Senado Federal e atualmente somente como senador, Renan Calheiros – do MDB de Alagoas – prestou um gesto de solidariedade ao condenado e ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva, que nesta semana foi “congratulado” com mais uma condenação na segunda instância da justiça. Apesar que a Suprema Corte interprete que apenas sendo julgado pela terceira instância o petista possa ser preso, a decisão do TRF-4 (Tribunal Regional da 4º Região) é vista como mais um fator negativo para desgastar a imagem do petista.

Nas redes sociais, Renan se pronunciou acerca da decisão do TRF-4, em que não somente manteve a condenação do petista, como aumentou sua pena de 12 para 17 anos de reclusão.

“A decisão do #TRF4 comprova o que venho dizendo. No Brasil, o Judiciário tem um problema a mais: a guerra das instâncias inferiores contra a Suprema Corte” afirmou Calheiros

Há pouco tempo, o ministro do Supremo, Edson Fachin, votou pelo acolhimento da denúncia contra o mdbista fraude em contratos relacionados à Transpetro e por pagamentos de propinas.