No último sábado, o ginasta Diego Hypólito fez uma participação no programa Altas Horas, do apresentador Serginho Groisman, na Rede Globo, ontem falou sobre sua carreira como atleta e também sobre o polêmico caso em que foi xingado de todas as maneiras por esquerdistas após sua foto com o presidente Jair Bolsonaro e a primeira-dama Michelle.

“Esses momentos que tenho vivido agora têm sido uma grande experiência. A internet, muitas vezes, a gente acha que é bobeira, quando você fala implantando o ódio, ela machuca as pessoas. Eu sou gay, e acho que a gente tem que ter o respeito ao próximo, independentemente de escolhas, atitudes, posições.”

Ainda em sua participação no programa, o atleta revelou ter ser emocionado ao falar sobre o assunto nos bastidores, além de estar sendo vítima de ameaças de morte de grupos que deveriam estar do seu lado, além de também contar que nem mesmo sua família foi perdoada dos ataques torpes que sofreu.

“Quando me encontrei com o Presidente Bolsonaro, foi ele que pediu para me encontrar. Não foi um pedido meu. Eu fui em prol de um esporte, de cultura, da educação, que estão deixadas de lado. Quando você aparece em uma foto, parece que você apoia todas as intolerâncias. Eu escutei todas as ameaças possíveis contra mim, contra minha família. Eu fui muito atacado”.

Com a informação: GShow