Nesta quarta-feira (04), durante a CPMI das Fake News, popularmente conhecida também como “CPMI da censura”, a parlamentar Joice Hasselmann, do PSL, mirou seu arsenal de ataques contra o presidente Jair Bolsonaro e alguns de seus aliados.

No decorrer da CPI, o deputado federal Filipe Barros – aliado de Bolsonaro – expôs um áudio polêmica de Joice, onde a mesma usa palavrões e diz que o senador Major Olímpio é um “saco”.

“A CPI tem se transformado em um tribunal leninista. Pode ser resumido em uma única frase: xingue-os do que você é, acuse-os do que você faz. Digo isso com propriedade porque a vida profissional de Joice Cristina Hasselmann foi marcada por fake news e plágio”, afirmou

E acrescentou:

“O que direi agora são fatos: livro de Joice Hasselmann é alvo de processo. Foi plágio, foi outra pessoa que escreveu. E uma informação do livro é falsa. Foi alvo de processo e perdeu. Escreveu sem apresentar provas e a pessoa que a processou declarou que era mentira”