A plataforma de streaming de filmes Netflix, vem sofrendo com um intenso boicote promovido por setores da sociedade que se indignaram com o lançamento de um filme do canal Porta dos Fundos, em que o mesmo escarcene da religião cristã..

Lançado no última dia 3, a Primeira Tentação de Cristo insinua uma relação gay entre Jesus e Satanás, e coloca Deus, José e Maria como um triângulo amoroso.

O advogado Paulo Henrique Cremoneze, vice-presidente da União dos Juristas Católicos de São Paulo, definiu a obra como algo extremamente desrespeitoso e agressivo, e ainda afirma que a liberdade de expressão não é um salvo conduto para práticas abusivas e atos de blasfêmia.

“Uma garantia constitucional não pode jamais ferir outra. A atitude do Porta dos Fundos fere a liberdade religiosa e deforma profundamente o autêntico conceito de arte. Os cristãos de todas as confissões devem se unir em defesa dos valores fundamentais da fé e expor seu veemente repúdio ao filme, ao Porta dos Fundos e a própria Netflix” afirmou Paulo Henrique

Ele ainda sugere que cristãos boicotem a plataforma por trazer um filme desrespeitoso como esse, cancelando a assinatura da Netflix.

“Não sei se a atitude horrível, blasfema e ofensiva do Porta dos Fundos configurou algum crime e se o Ministério Público, fiscal da lei e grande advogado da sociedade, poderá processar seus protagonistas, mas sei que a sociedade organizada tem o dever de externar seu descontentamento e os católicos, protestantes e ortodoxos de exigir respeito a fé cristã.”

Com a informação: Pleno News