A ex-candidata a presidência da República e também ex-senadora, Marina Silva voltou a mirar seus ataques contra Bolsonaro ao se dirigir a adolescente Greta Thumberg, fazendo um pedido de desculpas “em nome do Brasil”, após o mandatário chamá-la de pirralha.

No decorrer da vigésima quinta Conferência do Clima nas Nações Unidas (COP-25), a respeito da função dos jovens na luta às mudanças no clima, a ex-senadora pediu desculpas a jovem.

“É uma satisfação ver esse diálogo entre gerações de idosos, adultos, adolescentes, crianças e jovens — disse Marina. — E eu queria iniciar fazendo um pedido de desculpas à Greta em nome de meu país, o Brasil. Pela forma como o presidente Bolsonaro desrespeitosamente e agressivamente se dirigiu a ela, chamando-a de pirralha, porque ela se solidarizou com os índios que foram assassinados no Brasil.”

Com a informação: O Globo