A ativista Karol Eller, que fez bastante sucesso nas redes sociais por expôr sua opinião contrária a movimentos LGBT’s e em apoio ao então candidato Jair Bolsonaro, foi agredida violentamente no último domingo (15), em um praia no Rio de Janeiro.

Segundo o colunista Léo Dias, Eller estava em um quiosque com sua namorada quando foi surpreendida por um sujeito que afirmou “Como é que você consegue namorar um mulherão desses hein?”. Posteriormente, ela foi covardemente atacada fisicamente com chutes e socos até vir a desmaiar.

Karol tem 32 anos e é oriunda de Minas Gerais. Até o ano passado, morava nos Estados Unidos e gravava vídeos para desmistificar algumas falácias esquerdistas, como a de que Bolsonaro é homofóbico.

“Gostaria que vocês lembrassem de mim com esse rosto! Deus está no comando de tudo. Agora estou sem condições de falar ou fazer vídeos explicando! Mas quando eu estiver bem eu volto para falar com vocês! Obrigada a todos pelo suporte. Orem por mim” disse Karol após a agressão