Um documentário com a visão do Partido dos Trabalhadores e da esquerda em geral, a respeito do impeachment da ex-presidente Dilma Roussef e também sobre outro ocorridos durante as gestões petistas, foi anunciado na manhã desta segunda-feira (13), como um dos filmes que irão disputar o Oscar neste ano, em evento que será realizado no dia 9 de fevereiro.

Democracia em Vertigem, como é intitulado o filme, é da cineasta Petra Costa, que também irá concorrer, na categoria de melhor documentário em longa-metragem o filme americano American Factory, entre outras obras estrangeiras.

Quando lançado, o documentário foi duramente críticas por consequência de expôr apenas um lado da moeda, da esquerda, acerca do que aconteceu nos governos desastrosos petistas que culminaram no impedimento de Dilma. O filme ainda tenta forçar a todo momento a errônea narrativa de que teria sido um “golpe” o afastamento da ex-mandatária