A ex-atriz global, Regina Duarte, que mais recentemente vem aparecendo por ser uma ativista pró-Lava Jato e apoiadora do presidente Jair Bolsonaro, foi convidada pelo mesmo para ser a nova secretária de Cultura.

De acordo com a Folha de São Paulo, a artista deve dar resposta até o próximo sábado (16). O convite veio após a demissão de ex-responsável pela pasta, Roberto Alvim, que foi demitido pelo chefe do poder executivo após usar citações de Joseph Goebbels – ministro de propagando do ditador alemão Adolf Hitler – em discurso publicado na internet.