O Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, resolveu sair em defesa do pseudo jornalista Glenn Greenwald após denúncia do Ministério Público. 

  “A denúncia contra o jornalista Glenn Greenwald é uma ameaça à liberdade de imprensa. Jornalismo não é crime. Sem jornalismo livre não há democracia”, afirmou Maia.

  A declaração do Presidente da Câmara não pegou bem entre os internautas. Logo após a mensagem, ele foi alvo de uma enxurrada de críticas nas redes sociais. Veja:

 

   “Queria ver o senhor dizer isso se o seu celular fosse invadido e mensagens suas fosse compartilhadas… a questão aqui não é a reportagem e sim os meios utilizados para obter as mensagens através de invasão ilegal de aparelhos telefônicos”, escreveu uma internauta no Facebook.

  “Denúncia contra ele está baseada na participação do mesmo num crime e não na liberdade de imprensa. Gostaria realmente de saber qual sua reaçao se seu celular fosse hackeado e exposto por orientação ou mesmo pagamento por parte do verdevaldo… O que encontraríamos?, afirmou um outro internauta. 

 

 

No Twitter, por sua vez, as coisas não foram diferentes.

.

 

Publiée par Rodrigo Maia sur Mardi 21 janvier 2020