O PT se deu mal literalmente na CPI das fake news de hoje(11/02). O ex-funcionário da Yacows; Hans River do Rio, convocado pelo deputado federal Rui Falcão, entregou a campanha de Fernando Haddad e Henrique Meirelles. Em depoimento, Hans revelou que fez disparos em massa para as campanhas do candidato do Partido dos Trabalhadores e do MDB — o que estava proibido na corrida eleitoral. 

  Em 2018, a empresa Yacows foi acusado pela Folha de S. Paulo de estar por trás de disparos em massa no WhatsApp em favor da campanha do então presidenciável Jair Bolsonaro. Durante o depoimento prestado na CPI, o ex-funcionário da Yacows inocentou Bolsonaro. 

  Vídeo: