Como diz aquele ditado: “o mundo dá voltas”! No Jornal Nacional de ontem(11), a Globo teve que relatar uma falcatrua no depoimento do porteiro que tentou envolver o nome do Presidente Bolsonaro no “Caso Marielle”. Como comunicou a reportagem, um laudo da polícia civil concluiu que a voz que autorizou a entrada do acusado de matar Marielle em condomínio não é de porteiro que citou Bolsonaro.

  No ano passado, a emissora fez uma matéria mirabolante sobre o falso testemunho do porteiro envolvendo o nome de Bolsonaro no “Caso Marielle”. 

  Por meio das redes sociais, o Presidente da República não perdoou e teceu fortes criticas a emissora. O mandatário brasileiro relembrou este episódio e classificou como “mais um dos escândalos da TV Globo”. 

 

Salvar