O petista José Dirceu, em artigo publicado no portal Metróples, afirmou que o Brasil, sob o comando do presidente Jair Messias Bolsonaro, está ‘batendo às portas de uma nova ditadura’. Para ele, a indicação de um militar para a Casa Civil indica uma inclinação para um regime semelhante ao que ele classifica como “ditadura militar”, que o Brasil viveu na segunda metade do século passado.

“A militarização do governo Bolsonaro com as últimas indicações para a Casa Civil e a Secretaria de Assuntos Estratégicos tem raízes em nossa historia recente e no passado.” escreve o petista

No texto, ele passa o seu ponto de vista sobre o que ele acha que está acontecendo neste momento no Brasil, e cita o caso Marielle.

“A gravidade da situação politica do país está escancarada. Só não vê quem não quer. Estamos, novamente, sob a ameaça de uma ditadura militar, e fatos como a execução, comandada por Ronnie Lessa, da vereadora Marielle Franco e, agora, no outro polo, a queima de arquivo com a execução do outro suspeito de envolvimento no assassinato, chefe dos milicianos, Adriano da Nóbrega, ambos com ligações mais do que provadas com a família do presidente, só comprovam a que ponto chegamos.”

Ele finaliza o texto afirmando que ‘não se trata mais do risco do autoritarismo, mas da face oculta de todas as ditaduras’

“Não se trata mais do risco do autoritarismo, mas da face oculta de todas as ditaduras, a violência acobertada pelo Estado ou por ele promovida. As impressões digitais são a prova que vivemos de novo às portas de uma nova ditadura. Aos poucos, vamos nos dando conta como nos custará caro ter anistiado os crimes da ditadura.”

Via: Metrópoles