Na capa de sua última edição (21/02), a revista ISTOÉ já fala e defende abertamente uma possível abertura de processo de impedimento contra o presidente Jair Messias Bolsonaro. Na capa, a revista trás o seguinte texto:

“De acordo com a Constituição, o chefe de Estado já deu caudalosas razões para a abertura de processo de impeachment. Cabe agora aos demais poderes o papel e o dever de investigar e julgar a conduta do inquilino do Planalto.”

Ademais, a revista ainda cita a fala do Chefe de Estado contra a jornalista da Folha de São Paulo, Patrícia Campos Mello.

“Ao fazer menções abjetas de conotação sexual contra a jornalista Patrícia Campos Mello, Bolsonaro volta a dar demonstrações inequívocas de que fere o decoro e a liturgia do cargo que ocupa.”