Curtindo o carnaval no Rio de Janeiro, o Governador Wilson Witzel esteve presente em seu camarote na Sapucaí. Sem estar junto com o presidente da República Jair Bolsonaro, e o prefeito Marcelo Crivella, Witzel não teve uma experiência muito boa e não passou no teste de popularidade com os foliões. O governador foi vaiado no decorrer do desfile da Estação Primeira da Mangueira, que por sua vez, cutucou cristão e Bolsonaro.

O ex-juiz se aventurou e foi até o meio da avenida, e teve que lidar com vaias e estos negativos feitos por cidadãos que prestigiavam o evento na Sapucaí.

O governador estava na presença de sua esposa Helena, além de assessores e de alguns secretários. Segundo Cleiton Rodrigues – secretário do governo – a reação negativa contra Witzel teve início com opositores de Wilson.
Com a informação: Pleno News