O ex-senador e ex-ministro da Educação, Cristovam Buarque (Cidadania23), afirmou que “a tentativa de assassinato do senador Cid Gomes tem uma gravidade muito superior ao aspecto pessoal, é um atentado terrorista à democracia”.

  O ex-senador da República comparou o fato ocorrido com Cid Gomes ao atentado sofrido por Jair Bolsonaro durante a  eleição presidencial de 2018. 

  Vale lembrar que na ocasião do atentado em Juiz de Fora – Minas Gerais, o atual presidente do Brasil — apenas um candidato à Presidência na época — não avançou com uma retroescavadeira contra manifestantes.