Nesta quarta-feira (25), o presidente Jair Bolsonaro se reuniu com governadores do sudeste através de uma videoconferência, e nela, é claro, foi debatido o assunto do momento que é o enfrentamento ao coronavírus.

No ensejo, o governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), criticou o discurso acalentador do Chefe de Estado, e afirmou que ele “deveria dar exemplo ao país, e não dividir a nação em tempos de pandemia”.

“Sem diálogo não venceremos a pior crise de saúde pública da história de nosso país. Bolsonaro, inicio na condição de cidadão, de brasileiro, lamentando seu pronunciamento de ontem à noite à nação. Nós estamos aqui, os quatro governadores do Sudeste, em respeito ao Brasil e aos Brasileiros, e em respeito também ao diálogo e ao entendimento. O senhor, como presidente da República, tinha que dar o exemplo. Tem que ser um mandatário para comandar, para dirigir e para liderar o País e não para dividir” disse o tucano

O presidente, por sua vez, foi categórico em sua resposta, e afirmou que “a possibilidade de Doria ser presidente da República subiu a sua cabeça”.

“Subiu à sua cabeça a possibilidade de ser presidente da República. Não tem responsabilidade. Não tem altura para criticar o governo federal, que fez completamente diferente o que outros fizeram no passado. Vossa excelência não é exemplo para ninguém

Vale lembrar que Doria o apoiou nas últimas eleições presidenciais, utilizando-se até mesmo do slogan BolsoDoria.

Com a informação: Poder 360